Rádio no Celular ou Tablet

Ouça a Rádio Cultura no seu Celular ou Tablet

Baixe aqui

Peça a sua música

Peça a sua música
Entre em contato com a Radio Cultura. Peça sua música ou mande seu recado

Saiba mais

Galeria Cultura

Bolsa de Empregos

Esta procurando emprego?
Confira a lista de nosso caderno de empregos.

Tragédia aérea 75 mortos e seis sobreviventes com a delegação da chapecoense

A autoridade de avião civil da Colômbia informou que há 75 mortos e seis sobreviventes. Foram resgatados com vida os seguintes passageiros:

– Alan Luciano Ruschel (lateral da Chapecoense);

– Jackson Ragnar Follmann (goleiro da Chapecoese);

– Hélio Hermito Zampier, o Neto (zagueiro da Chapecoense);

– Rafael Henzel (jornalista brasileiro da Oeste Capital, de Chapecó);

– Ximena Suarez (auxiliar de voo);

– e Erwin Tumiri (técnico da aeronave).

O goleiro Marcos Danilo Padilha, que havia sido resgatado com vida, morreu no hospital, informou a Cruz Vermelha.

Veja, abaixo, a relação das pessoas quem estavam a bordo:

— Delegação da Chapecoense

Alan Luciano Ruschel (lateral): primeiro a ser resgatado, o atleta foi levado para o Hospital de La Ceral; de acordo com o Bom Dia Brasil, o jogador chegou em estado de choque e perguntando pela família. Ruschel teve múltiplas fraturas nos braços e nas pernas e também uma lesão na coluna (região lombar). Trabalha-se com a possibilidade de que a medula tenha sido atingida. Ele passou por cirurgia

Ananias Eloi Castro Monteiro (meia): o jogador de 27 anos teve passagens pelo Bahia, Portuguesa, Cruzeiro, Palmeiras e Sport

Arthur Brasiliano Maia (meia): o alagoano Arthur Brasiliano Maia, de 24 anos, era jogador do Vitória emprestado à Chapecoense.
Bruno Rangel Domingues (atacante): nascido em Campos dos Goytacazes (RJ), Bruno Rangel Domingues, de 34 anos, passou por times como Paysandu e Joinville antes da Chapecoense. Maior artilheiro da história da Chapecoense, com 77 gols.

Aílton Cesar Junior Alves da Silva, o Canela (atacante): o jogador Ailton Cesar Junior Alves da Silva, o Canela, de 22 anos, nasceu em Matão (SP). Antes da Chapecoense, passou pelo Botafogo de Ribeirão Preto.

Cleber Santana Loureiro (meia): o capitão do time tem 36 anos iniciou a carreira no Sport (PE) e passou por Vitória, Santos, São Paulo, Atlético Paranaense, Avaí, Flamengo, Criciúma, o japonês Kashiwa Reysol, e os espanhóis Atlético de Madrid e Mallorca. Nascido em Abreu e Lima, deixa dois filhos, um de 14, outro de 11 anos.

Marcos Danilo Padilha (goleiro): o jogador de 31 anos foi resgatado com vida e levado ao hospital San Vicente Fundación. A Cruz Vermelha informou que Marcos Danilo não resistiu aos ferimentos.
Dener Assunção Braz (lateral): jogador nascido em Bagé (RS), de 25 anos, passou por clubes como Grêmio e Veranópolis

Filipe José Machado (zagueiro): o atleta de 32 anos teve passagens por Internacional, Fluminense e clubes do exterior

Jakson Ragnar Follmann (goleiro): foi resgatado com vida e levado ao hospital San Vicente Fundación. De acordo com o Bom Dia Brasil, o goleiro reserva teve uma perna amputada

José Paiva, o Gil (volante): o jogador de 29 anos passou por clubes como Coritiba, Santo André, Vitória, Ponte Preta, Santa Cruz e Mogi Mirim

Guilherme Gimenez de Souza, o Gimenez (lateral e volante): antes da Chapecoense, passou por Goiás e Botafogo de Ribeirão Preto, onde nasceu. Tinha 21 anos e deixa mulher e uma filha de dois anos.

Everton Kempes dos Santos Gonçalves (atacante): o jogador de 31 anos nasceu em de Carpina, na Mata Norte de Pernambuco, tem passagem pela Portuguesa, pelo Vitória, Ceará, América Mineiro, e pelos japoneses Cerezo Osaka e JEF United Ichihara Chiba.

Lucas Gomes da Silva (atacante): o jogador de 26 anos nasceu em Bragança, nordeste do Pará. Foi revelado pelo Bragantino, passou por São Raimundo-PA, Trem-AP, Castanhal-PA, Ananindeua-PA, Londrina, Sampaio Corrêa, Tuna Luso, Icasa e Fluminense.

Matheus Bitencourt da Silva, o Matheus Biteco (volante): o porto-alegrense de 21 anos era o caçula dos “irmãos Biteco” – o mais velho, Guilherme Biteco, é meia-atacante que atualmente está no Ceará. Matheus começou no Grêmio e jogou nas categorias de base da seleção brasileira.

Hélio Hermito Zampier Neto, o Neto (zagueiro): foi resgatado com vida e levado ao hospital. Segundo o Globo Esporte, o jogador estava consciente, mas com muitos ferimentos, principalmente no rosto. O Bom Dia Brasil informou que o estado do jogador é grave devido a um trauma cranioencefálico

Sérgio Manoel Barbosa Santos (volante): o jogador de27 anos havia chegado neste ano à Chapecoense. Antes, estava no Água Santa, no interior de São Paulo. Recentemente, ele marcou seu segundo gol pelo novo clube e comemorava a nova fase após lesões sérias

William Thiego de Jesus, o Thiego (zagueiro): nascido em Aracaju, tinha 30 anos e despontou no Grêmio. Passou ainda pelo Kyoto Sanga, do Japão, Bahia, Ceará, Figueirense, e Khazar, do Azerbaijão, antes de finalmente chegar à Chapecoense. Thiego estava perto de acertar com o Santos para a próxima temporada

Tiago da Rocha

Josimar

Marcelo Augusto

Mateus Lucena dos Santos

Luiz Cezar Martins Cunha: membro da comissão técnica do clube

Sérgio Luis Ferreira de Jesus: massagista do clube

Anderson Donizette

Adriano Wulff Bitencourt: membro da comissão técnica do clube

Cleberson Fernando da Silva: membro da comissão técnica do clube

Emersson Fabio Di Domenico, o Chinho di Domenico: supervisor da Chapecoense

Eduardo Preuss

Mauro Luiz Stumpf: vice-presidente de futebol da Chapecoense

Sandro Luiz Pallaoro: presidente da Chapecoense

Nilson Folle Junior: membro da diretoria do clube

Decio Sebastião Burtet Filho: membro da diretoria do clube

Jandir Bordignon: membro da diretoria do clube

Gilberto Pace Thomas: assessor de imprensa do clube

Mauro Dal Bello: membro da diretoria do clube

Edir Félix De Marco: membro da diretoria do clube

Daví Barela Dávi: empresário, viajava como convidado da direção do clube

Ricardo Philippi Porto: membro da diretoria do clube

Delfim Pádua Peixoto Filho: presidente da Federação Catarinense de Futebol

Luiz Carlos Saroli, o Caio Júnior (técnico): Luiz Carlos Saroli, conhecido como Caio Júnior, ex-jogador com passagens por Grêmio, Internacional e Paraná, dentre outros, começou a carreira de técnico em 2000. Na função, passou por clubes como Palmeiras, Flamengo, Grêmio, Bahia, Vitória e Criciúma

Anderson Roberto Martins, o Boião: preparador de goleiros

Eduardo de Castro Filho, o Duca: auxiliar técnico

Marcio Bestene Koury: médico do time

Anderson Rodrigues Paixão Araújo (preparador físico): com filho do ex-preparador físico Paulo Paixão, que integrou a comissão técnica do Brasil que conquistou a Copa do Mundo de 2002, Anderson tem 37 anos.

Luiz Felipe Grohs, o Pipe Grohs: analista de desempenho do time

Rafael Correa Gobbato: fisioterapeuta da equipe

— Profissionais de imprensa

Guilherme Marques, da Globo: repórter

Ari Ferreira de Araújo Júnior, o Ari Júnior, da Globo: o cinegrafista de 48 anos trabalhou na TV Anhanguera de fevereiro de 1996 a novembro de 1997. Desde então, trabalhava na TV Globo no Rio de Janeiro, onde integrava a equipe do programa Planeta Extremo.

Guilherme Laars, da Globo: produtor

Giovane Klein Victória, da RBS: repórter da RBS TV, afiliada da TV Globo, de Florianópolis

Bruno Mauri da Silva, da RBS: técnico da RBS, afiliada da TV Globo, de Florianópolis

Djalma Araújo Neto, da RBS: cinegrafista da RBS TV, afiliada da TV Globo, de Florianópolis

André Podiacki: repórter do jornal “Diário Catarinense”

Laion Espíndola, do Globo Esporte: repórter

Victorino Chermont, da Fox: repórter dos canais Fox Sports

Rodrigo Santana Gonçalves, da Fox: repórter cinematográfico dos canais Fox Sports

Devair Paschoalon, o Deva Pascovicci, da Fox: narrador dos canais Fox Sports

Lilacio Pereira Jr., da Fox: coordenador de transmissões externas dos canais Fox Sports

Paulo Clement, da Fox: jornalista ds canais Fox Sports

Mário Sérgio, da Fox: ex-jogador e ex-técnico de futebol, atualmente era comentarista nos canais Fox Sports.

Renan Agnolin: repórter da rádio Oeste Capital, de Chapecó

Fernando Schardong: narrador da rádio Chapecó

Edson Ebeliny: repórter setorista da Chapecoense pela Super Condá

Gelson Galiotto: narrador da rádio Super Condá, de Chapecó

Douglas Dorneles: repórter esportivo da Rádio Chapecó

Jacir Biavatti: comentarista esportivo da RIC TV; viajou para fazer cobertura a cobertura pela rádio Vang FM

Rafael Henzel: jornalista da rádio Oeste Capital, de Chapecó, foi resgatado com vida e levado ao Hospital de La Ceja. De acordo com o Bom Dia Brasil, ele teve lesões vertebrais mas sua condição é estável.

—Tripulação

Miguel Quiroga: piloto

Ovar Goytia: piloto

Sisy Arias: copiloto

Romel Vacaflores: assistente de voo

Ximena Suarez: auxiliar de voo foi resgatada com vida e levada à clínica Somer de Rionegro.

Alex Quispe

Gustavo Encina: representante da companhia aérea Lamia

Erwin Tumiri: técnico da aeronave, foi resgatado com vida e levado à clínica Somer de Rionegro.

Angel Lugo: técnico da aeronave

Polícia confirma 76 mortos em acidente com o avião da Chapecoense


As autoridades colombianas confirmaram a morte de 76 pessoas no acidente aéreo com a delegação da Chapecoense na madrugada desta terça-feira (29), na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. A informação foi inicialmente divulgada pelo general José Acevedo Ossa, membro da polícia local e responsável pelo resgate, e foi posteriormente confirmada pelo prefeito de Medellín Federico Guitiérrez Zuluaga. As buscas já foram encerradas e ainda não há confirmação oficial do nome das vítimas.

Segundo Ossa, inicialmente somente seis pessoas tinham sobrevivido à tragédia - o número oficial caiu a cinco, pois um deles morreu a caminho do hospital. Três deles são jogadores da Chapecoense: o lateral esquerdo Alan Ruschel, além dos goleiros Danilo e Follmann. O jornalista Rafael Henzel e a comissária de bordo Jimena Suarez também foram resgastadas com vida.As informações são de hospitais da região e de familiares dos jogadores.

"Estamos trabalhando também para resgatar os corpos dos mortos e entregar às suas famílias. Conseguimos resgatar cinco pessoas com vida. Quando amanhecer, vamos retirar os corpos e iniciar o processo para enviar ao país de origem das pessoas. O procedimento do resgate de corpos estará a cargo da polícia", disse Ossa.

"Não há mais sobreviventes. 76 pessoas falecidas. Estamos falando de cinco sobreviventes. Socorristas trazem a informação deste lugar de muito difícil acesso. Estou fazendo a coordenação dos transladados dos corpos e chamando a polícia legal. São quase cinco da manhã. Vamos trabalhar toda a noite. Expressamos nossa solidariedade às famílias, estamos de luto. Algumas vítimas têm diferentes nacionalidades. Prestamos solidariedade total. Lamento muito, estamos solidários. É muito duro. Não cabe tanta gente que está querendo trabalhar nos resgastes. Não cabe mais ambulância, mais carros. Temos que valorizar o trabalho de toda essa gente", disse Zuluaga.

O presidente do Atlético Nacional destacou solidariedade à Chapecoense à Telemedellín, TV colombiana. "Estamos falando com todos os departamentos administrativos e de crise que temos para ajudar e estamos trabalhando junto aos organismos de socorro. No momento podemos nos solidarizar. Desejamos o melhor. Creio que não temos cabeça no momento (para falar de jogo)", comentou.

No voo estavam 81 pessoas, incluindo 72 passageiros e nove tripulantes. No total, eram 48 membros da Chapecoense, incluindo 22 jogadores, 21 jornalistas e três convidados, além da tripulação

Recadastramento habitacional termina dia 30 deste mês

Famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil, e que se enquadram nos critérios da faixa “1” do Programa Habitacional Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, podem realizar inscrição junto à Secretaria da Assistência Social da Prefeitura de Apucarana. O cadastramento vai estar aberto apenas até o dia 30 deste mês, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, no Centro Social Urbano, localizado na Rua João Matiuzi, 279 – Parque Bela Vista. A retomada das inscrições segue orientação do Ministério das Cidades. Quem realizou o recadastramento em meados deste ano na ação que ocorreu no Complexo Lagoão, não precisa se preocupar pois o cadastro já está ativo. Além de estar, necessariamente, com o Cadastro Único (CadÚnico) devidamente atualizado, para estar habilitada junto ao processo de seleção e efetivar o cadastramento a pessoa deverá comparecer ao Centro Social Urbano portando fotocópia de uma série de documentos. Dúvidas e outras informações pelo telefone 3424-8184 ou diretamente no Centro Social Urbano do Parque Bela Vista.

Seminário paranaense de meliponicultura acontece nesta sexta-feira



A Câmara Técnica da Meliponicultura do Estado do Paraná, em parceria com a Associação Apucarana de Meliponicultura (Aamelipo) e a Secretaria Municipal de Agricultura, promove nesta sexta-feira (25/11) o 10º Seminário Paranaense de Meliponicultura. O evento vai acontecer no período das 8 às 18 horas, na Unespar/Fecea, e contará com palestras e oficinas.

De acordo com Maurício Gregório, presidente da Aamelipo, o seminário é mais uma etapa no processo de incentivo ao cultivo da abelha sem ferrão no Município. “Tudo começou em 2013 com a fundação da Aamelipo e com a parceria estabelecida com a Secretaria Municipal de Agricultura, através do então secretário João Carmo Fonseca. Realizamos vários cursos de formação, que já está na sétima edição, e implantamos em 2015 o Programa Municipal de Meliponicultura”, relata Gregório.

O tema do seminário – Abelha sem ferrão: natureza e geração de renda – será abordado em palestra proferida por Vagner Arnaut, chefe do Departamento de Zootecnia da Universidade Estadual de Maringá (UEM). O seminário contará ainda com a palestra “Abelha sem ferrão: diversidade e identificação”, a cargo de Favízia Freitas de Oliveira, da Universidade Federal da Bahia, e com a webconferência “A natureza pede socorro”, transmitida por Paulo Nogueira Neto, do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conana). Haverá ainda feira de meliponicultura e oficinas sobre abelha jataí e resgate das abelhas sem ferrão.

Gregório ressalta que a atividade é uma alternativa altamente rentável, aliada à preservação do meio ambiente. “A iniciativa vem ao encontro do Programa Pró-rural, do Governo do Estado, que é desenvolver empreendimentos rurais ligados à fruticultura, olericultura e turismo rural”, afirma, acrescentando que a polinização promovida pelas abelhas melhora a produtividade das culturas.

Durante o evento também será feito o anúncio da implantação da Casa do Mel, um espaço coletivo destinado ao processamento do produto. O seminário conta ainda com o apoio da Emater, Cáritas Brasileira, Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem, Faep, Seab, Colmeia Projetos Sociais, UEL, UEM, UFPR, UTFPR Campo Murão, Autarquia Municipal de Educação e Amamel.

Mais Artigos...

Previsão do Tempo

Rádio Cultura

Mar10 Demo Image

Entre em contato.

Entre em contato através deste formulário, teremos o maior prazer em atendê-los.

Saiba mais...

RadiosNet

RÁDIO CULTURA DE APUCARANA - PR.
Avenida Munhoz da Rocha nº1601
CEP: 86800-010 / Cx. Postal: 777
Fone: 55 + 43 - 3423-2055 / Fax: 3422-0894